Expansão e melhorias no sistema

icone_eletropaulo_satisfacao

GRI G4-EC7

Neste ano, a AES Eletropaulo trabalhou em diversas iniciativas de manutenção e expansão do sistema de subtransmissão no município de São Paulo. Entre os destaques, está o investimento de R$ 156 milhões em sete obras, no período de 2014 a 2019, destinado ao acréscimo de carga às subestações, troca de equipamentos na rede e a construção de uma nova linha de transmissão subterrânea. Mais de 600 mil pessoas serão beneficiadas.

Obra Período Investimento Melhorias
Subestação Thomas Edson Outubro/2015 até 2019 R$ 49 milhões Modernização e aumento da capacidade de atendimento aos clientes de médio e grande porte, além de alívio de carga dos circuitos primários e transformadores de força.
Subestação Paula Souza Abril/2014 até dezembro/2016 R$ 32 milhões Modernização da subestação, contemplando a instalação de nova GIS (Gas Insulated Substation) em substituição à atual com mais de 50 anos, além de ampliar a capacidade de atendimento e alívio de circuitos primários e transformadores em sobrecarga.
Linha de Transmissão Subterrânea Itaim/Ibirapuera Setembro/2015 até dezembro/2017 R$ 25 milhões Modernização e substituição do cabo subterrâneo, aumentando a confiabilidade e flexibilidade operativa do sistema elétrico.
Subestação Cambuci Fevereiro/2014 até dezembro/2015 R$ 19 milhões Modernização e aumento da capacidade de atendimento aos clientes de médio e grande porte, além de alívio de carga dos circuitos primários e transformadores de força.
Subestação Augusta Fevereiro/2014 até julho/2015 R$ 15 milhões Modernização e aumento da capacidade de atendimento aos clientes da Região, além da  modernização dos equipamentos eliminando o ruído dos transformadores de força.
Subestação Canindé Dezembro/2015 até dezembro/2016 R$ 11 milhões Modernização e aumento da capacidade de atendimento aos clientes da Região, além do aumento da flexibilidade operativa, padronização do nível de tensão e redistribuição de cargas entre os circuitos primários de distribuição.
Subestação Gato Preto Maio/2014 até dezembro/2015 R$ 4,7 milhões Modernização e aumento da capacidade de atendimento aos clientes da região, além do aumento da flexibilidade operativa, padronização do nível de tensão e redistribuição de cargas entre os circuitos primários de distribuição.