Geração distribuída e armazenamento

icone_tiete_desenolvimento

A expansão das fontes renováveis intermitentes na matriz de geração elétrica brasileira, como parques eólicos e solares, demanda novas soluções operacionais e tecnológicas. Em paralelo, desonerações fiscais, avanços regulatórios (como a Resolução Normativa 482/2012 da ANEEL, aprimorada recentemente pela Resolução Normativa 687/2015) e o aumento da tarifa tem contribuído para acelerar a adoção da micro e mini geração no Brasil e, assim, diversificar e descentralizar a matriz elétrica.

Atenta a essas tendências, a AES Tietê criou, em 2015, uma diretoria dedicada aos negócios em geração distribuída e armazenamento de energia. Globalmente, a AES é líder em armazenamento por meio de baterias (Energy Storage)¹ , e no Brasil somos pioneiros em oferecer esta solução para o mercado. Estamos em constante diálogo com entidades do setor elétrico para apresentar a tecnologia, suas aplicações e benefícios, bem como contribuir na adequação do modelo regulatório, visando fomentar o crescimento de soluções de armazenamento.

O Energy Storage possui diversas aplicações. No país, algumas das aplicações mais promissoras são integração de fontes renováveis intermitentes, geração de ponta e diferimento/otimização de investimentos em linhas de transmissão.

A usina hidrelétrica de Bariri, da AES Tietê, será a primeira usina nacional a ser integrada a um sistema 
de baterias para armazenar sua geração. O projeto piloto, com capacidade de armazenar até 0,5 MW 
em baterias de íons de lítio, será instalado em 2016 para demonstrar a clientes e órgãos reguladores 
como os equipamentos funcionam na prática. Com isso, passaremos a fazer parte do mapa mundial do 
armazenamento de energia.

Em geração distribuída, desenvolvemos projetos a partir de energia solar e cogeração a gás em diversas regiões do país. No mundo a AES Corp. opera mais de 200 plantas fotovoltaicas, totalizando cerca de 65 MW de capacidade instalada e temos mais 200 MW de projetos em desenvolvimento. Por meio de uma solução comercial inovadora, o cliente pode utilizar a economia da conta de energia da concessionária de distribuição para pagar pela solução de geração distribuída.

Para 2016, a AES Tietê e AES Eletropaulo estão desenvolvendo um projeto no Hospital das Clínicas, em São Paulo, que inclui a cogeração a gás natural que irá produzir, simultaneamente, energia elétrica e térmica para o empreendimento. Também será realizada a instalação de uma solução de armazenamento de energia e de painéis fotovoltaicos para geração de energia solar, além da atualização dos aparelhos de ar-condicionado, a substituição de lâmpadas por LED.

¹ A AES possui oito anos de experiência nesta tecnologia. Com mais de 340 MW de sistemas de armazenamento em operação, construção ou fase final de desenvolvimento, a AES possui o maior parque de armazenamento de energia com baterias e já está na 4ª geração da sua solução, o ADVANCION.